10 Conselhos de Dom Gil para os grupos de Terço dos Homens.

A XII Romaria do Terço dos Homens no Santuário de Aparecida que aconteceu nos dias 14 e 15 e 16 de Fevereiro 2020; foi um encontro de bênçãos, partilhas e oração. Dom Gil Antônio Moreira, Arcebispo de Juiz de Fora (MG) e Referencial para o Terço dos Homens, deixou vários conselhos importantes para os homens de fé durante a sua homilia.

Destacamos os principais pontos para a reflexão dos grupos de Terço dos Homens:

*1 - O homem que reza o terço olha para Jesus e aprende cada vez mais com Ele, a cada dia;
*2 - Quem reza o terço não é mais surdo; ele escuta. Porque quando nós rezamos, nós não só falamos a Deus, mas Deus fala a nós;
*3 - O terço nos faz ficar com os ouvidos mais apurados, para escutar tudo mais o que Jesus quer nos falar e nos ensinar.
*4 - É preciso escutar com devoção, escutar o que o colega está falando, escutar o que o irmão está falando;
*5 - Você, quando está unido para rezar, Deus está falando também através da sua união, pela sua presença no grupo. O seu testemunho fala, por isso traz gente para Cristo;
*6 - É preciso ir atrás daqueles que não vem, daqueles que estão desanimados, daqueles que foram para outros caminhos... É preciso chamá-los;
*7 - Quando reza com fé, você está, com o seu exemplo, atraindo outros homens;
*8 - O nosso terço nos impulsiona para agir; muitos grupos de Terço estão agindo em favor dos mais pobres, dos doentes;
*9 - Nós não temos mais acanhamento de falar sobre Jesus, porque no terço nós também falamos. A nossa língua fica solta para falar das coisas do alto;
*10 - Duas coisas se casam como ouvir e falar: agir e rezar. Assim deve ser na vida dos homens do terço.
 

 
 

Conversão pastoral: Imperativo ou Modismo?

Cônego Sérgio Conrado 
A conversão pastoral tornou-se um elemento imprescindível para a Igreja hoje. 
No contexto espiritual de conversão, a pastoral necessita ser pensada pelos agentes de pastoral sob dois aspectos: a ação interior da graça de Deus e a mediação humana. A Conferência de Aparecida insiste para que o caráter missionário atinja todas as instâncias da Igreja: a institucional (estruturas) e a individual e comunitária (pessoas). Para tanto não basta a descoberta de novo instrumental ou estratégias. 
É necessário que haja uma transformação interior, baseada no encontro pessoal e comunitário com Cristo e, ao mesmo tempo, a manifestação exterior pelas ações. Trata-se de descobrir, por parte de todos os cristãos e agentes de pastoral, as exigências da fé como compromisso com a vida interna da Igreja e com sua ação no mundo. Palavras-chave
Missão eclesial; Conversão Pastoral; Estruturas; Pessoa; Comunidade.

 

- COMBATI O BOM COMBATE, COMPLETEI A CORRIDA, PERSEVEREI NA FÉ! - 2 Timóteo 4 6-9 

Eu te encorajo solenemente, na presença de Deus e de Cristo Jesus, que há de julgar os vivos e os mortos, por ocasião da sua manifestação pessoal e mediante seu Reino: 2Prega a Palavra, insiste a tempo e fora de tempo, aconselha, repreende e encoraja com toda paciência e sã doutrina. 3Porquanto, chegará o tempo em que não suportarão o santo ensino; ao contrário, sentindo coceira nos ouvidos, reunirão mestres para si mesmos, de acordo com suas próprias vontades. 4Tais pessoas se recusarão a dar ouvidos à verdade, voltando-se para os mitos. 5Tu, no entanto, sê equilibrado em tudo, suporta os sofrimentos, faze a obra de um evangelista e cumpre teu ministério. Paulo antevê seu martírio.
6Quanto a mim, já estou sendo derramado como vinho na oferta de libação. O momento da minha partida se aproxima. 7Combati o bom combate, completei a corrida, perseverei na fé! 8Agora me está reservada a coroa da justiça, que o Senhor, justo Juiz, me concederá naquele Dia; e não somente a mim, mas certamente a todos os que amarem a sua vinda.

Fica claro que o combate de Paulo não é literalmente uma batalha, uma guerra, mas uma imagem que descreve a vida do cristão, o seu comportamento, sobretudo em relação ao perseverar na fé. A vida do cristão é feita de escolhas e a liberdade que nos foi dada faz com que cada vez tenhamos que decidir qual estrada tomar; o bom cristão deve seguir fiel ao ensinamento divino. Esse processo é chamado por Paulo de "combate". O êxito final vai defini-lo como "bom" ou "mau".


 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!