FALAR DE UM DEUS TÃO MARAVILHOSO E PODER COMPARTILHAR COM NOSSOS IRMÃOS AS EXPERIÊNCIAS QUE VIVEMOS E QUE; PODERÃO SERVIR DE EXEMPLOS E MOTIVAÇÃO PARA MUITOS, FAZ PARTE DA NOSSA MISSÃO.

 

O MEU TESTEMUNHO É ESTE...

LEMBRE-SE QUE: **O SEU TESTEMUNHO PODERÁ SER PUBLICADO EM NOSSA PAGINA, UMA VEZ QUE FORA ENVIADO, CONSIDERAMOS QUE JÁ ESTA AUTORIZADO PARA PÚBLICAÇÃO.

 Como posso ser uma testemunha eficaz para Cristo em um mundo perdido? 

Resposta: Uma "testemunha" é alguém que atesta um fato, por isso, para ser uma testemunha eficaz para Cristo, é preciso ter um conhecimento de primeira mão dEle. O Apóstolo João fala isso em 1 João 1:1-3, quando diz: "O que era desde o princípio, o que temos ouvido, o que temos visto com os nossos próprios olhos, o que contemplamos, e as nossas mãos apalparam, com respeito ao Verbo da vida (e a vida se manifestou, e nós a temos visto, e dela damos testemunho, e vo-la anunciamos, a vida eterna, a qual estava com o Pai e nos foi manifestada)." Hoje, nós que temos experimentado a vida nova em Cristo, narramos do Seu amor e perdão, tanto verbalmente quanto na maneira como vivemos nossas vidas. Isto é testemunhar. Para sermos eficazes em nosso testemunho, devemos nos lembrar de várias coisas básicas:

1) O TEMA do nosso testemunho é Jesus Cristo. Paulo definiu o evangelho como a morte, sepultamento e ressurreição de Jesus Cristo (1 Coríntios 15:1-4). Se não estivermos explicando o sacrifício de Cristo, então não estamos realmente compartilhando o evangelho (Veja também 1 Coríntios 2:2 e Romanos 10:9-10). Uma parte importante deste tema é o fato de que Jesus Cristo é o único caminho para a salvação, e não apenas um de muitos caminhos. "Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida; ninguém vem ao Pai senão por mim"(João 14:6).

2) O PODER do nosso testemunho é o Espírito Santo. É o Espírito que transforma a vida (Tito 3:5), e uma vida transformada é evidente para todos. À medida que testemunhamos, devemos passar muito tempo em oração, apropriando-nos do poder do Espírito para que sejamos capazes de deixar nossa luz brilhar de tal forma que os outros vão reconhecer o poder de Deus em nós (Mateus 5:16).

3) A VALIDADE do nosso testemunho será mostrada na forma como vivemos nossas vidas. Filipenses 2:15 define este objetivo para nós: "para que vos torneis irrepreensíveis e sinceros, filhos de Deus inculpáveis no meio de uma geração pervertida e corrupta, na qual resplandeceis como luzeiros no mundo." A efetiva testemunha cristã viverá sua vida de forma irrepreensível no poder do Espírito Santo, cujo fruto exibimos quando permanecemos em Cristo (João 15:1-8, Gálatas 5:22-23).

Talvez o mais importante seja o fato de que temos de estar bastante familiarizados com as Escrituras para sermos capazes de apresentar de forma precisa e coerente o evangelho a outras pessoas. "...estando sempre preparados para responder a todo aquele que vos pedir razão da esperança que há em vós" (1 Pedro 3:15). Estar sempre preparado significa o diligente estudo da Bíblia, memorizando as Escrituras e orando para que Deus apresente oportunidades de compartilhar com aqueles cujos corações foram preparados pelo Senhor para ouvir a Sua mensagem de salvação.

 

 

 ELA SE COMPADECE DE NÓS 

Ela se compadece da humanidade porque Ela experimentou em sua vida a dor e segue experimentando, pois cada vez que fazem algo com um de seus filhos o coração doloroso da Virgem é transpassado.

A Mãe nestes dias também nos ensinou como deve ser a nossa atitude diante destes momentos difíceis:

Manter-se fiel a Deus e ao Evangelho do seu Filho, fortalecido pela esperança.

Muitas vezes o mar de nossa vida se agita e pensamos que vamos nos afogar. Mas no barco, está Jesus que é o nosso capitão, e está a estrela que é Maria. Eles são como bússolas que nos ajudam a nunca perder o horizonte e nos conduzem novamente ao rumo certo por águas tranquilas.

Por isso temos a certeza de que seremos atendidos e bem orientados... Ela sempre quer o melhor para os seus filhos.

Todos aqueles que participam com fervor e devoção destes dias, certamente podem experimentar deste amor.

Importante também lembrar que; ao contemplarmos Maria como Mãe solidária com a nossa dor e à do irmão, nos também somos convidados a fazer o mesmo.

Não digo que seja fácil, mas com Jesus e Maria tudo é possível.

Lembremos que em meio às dores que passamos as alegrias são muito maiores, só em pensar no amor incondicional de Deus por nós e no quanto que Maria nos ama, o nosso coração deveria transbordar de alegria. O cristão é convidado a enfrentar os momentos de dor com a alegria do Evangelho e comunicá-la aos demais, como insistentemente nos tem convidado o Papa Francisco.

Que a Mãe seja sempre o nosso consolo e alegria, nos ajudando a superar a dor com o olhar posto no seu Filho.

NOSSA SENHORA DAS DORES, ROGAI POR NÓS!!!